segunda-feira, 20 de julho de 2015

Preço de R$ 2,55 na tarifa de ônibus em Campina Grande entra em vigor

Começou a valer nesta segunda-feira (20) o novo preço de R$ 2,55 da tarifa do transporte coletivo em Campina Grande. O antigo valor era de R$ 2,30. O reajuste foi sancionado no sábado (18) pelo prefeito Romero Rodrigues. O aumento foi requisitado pelos donos de empresas de ônibus alegando o encarecimento na manutenção dos veículos e no aumento de salários dos motoristas.
 O Conselho Tarifário propôs que a tarifa passasse para R$ 2,75, porém o prefeito não aceitou e decretou R$ 2,55. De acordo com a Prefeitura de Campina Grande, Romero Rodrigues fez exigências às empresas antes de sancionar o novo valor. Ele cobrou que a frota de veículos seja renovada e ainda recomendou que um novo reajuste só seja pedido em janeiro de 2017.
Este é o segundo aumento da tarifa de ônibus em 2015. No mês de fevereiro, o valor era de R$ 2,20 e as empresas pediram que fosse reajustado para R$ 2,44. O prefeito decretou que o preço aumentasse em 10 centavos.
Tumulto
Na sexta-feira (17), estudantes invadiram a reunião do Conselho Tarifário que estava acontecendo na sede da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP). Eles protestavam contra o reajuste. A Polícia Militar foi acionada e usou spray de pimenta para dispersar os manifestantes.

G1

Trio arromba agência dos Correios, mas polícia recupera cofre na Paraíba

Três pessoas arrombaram na madrugada desta segunda-feira (20) a agência dos Correios do Distrito de São José de Mata, em Campina Grande. De acordo com a Polícia Militar, o trio colocou o cofre na mala de um carro e deixou a mala aberta. Na fuga, o objeto caiu do veículo e foi recuperado pela PM.
O arrombamento aconteceu por volta das 3h. Uma testemunha contou à polícia que os três homens chegaram em um Ford EcoSport e arrombaram a agência. O trio saiu do local com o cofre, colocou na mala do veículo e fugiu em direção ao bairro de Bodocongó.
A Polícia Militar foi acionada e durante as buscas uma viatura localizou os criminosos fugindo. Iniciou-se uma perseguição e houve troca de tiros. Segundo a PM, próximo ao Canal de Bodocongó, o cofre caiu do carro devido a alta velocidade e foi recuperado pelos policiais.
Apesar da queda do cofre, os criminosos conseguiram fugir e até as 7h não foram presos. A Polícia Militar não divulgou a quantia em dinheiro que estava no cofre. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal.

G1

segunda-feira, 8 de junho de 2015

“Prefiro cadeias lotadas a cemitérios cheios de inocentes”, diz Efraim


“Prefiro cadeias lotadas a cemitérios cheios de inocentes”, diz Efraim
Após anos engavetada, a matéria que versa sobre a redução da maioridade penal enfim deve ser apreciada no plenário da Câmara dos Deputados. O tema, no entanto, é polêmico, com alas contrárias e a favor ao seu teor.

O deputado federal paraibano, Efraim Filho (DEM), que é um dos 27 integrantes da Comissão Especial que debate a matéria, por exemplo, defende “tolerância zero” para os menores que praticarem crimes. Para ele, é preferível ver os presídios lotados de marginais a cemitérios cheios de inocentes, vítimas da impunidade.

“Sou a favor que se prenda com tolerância zero. Porque eu prefiro ver os presídios lotados de marginais, a ver um cemitério cheio de inocentes, porque é isso que está acontecendo, quando se ver um pai de família morto ninguém vai saber como ficou a família da vítima, mas não faltam vozes para defender os bandidos, e isso está errado, por isso tenho sido essa voz em defesa da sociedade e contra os bandidos”, desabafou.

A expectativa é que ainda nesta semana o plenário da Câmara vote a conclusão da Reforma Polícia e, concomitantemente, no âmbito da Comissão Especial seja iniciado o processo de votação da redução da maioridade penal. Os debates devem durar cerca de três semanas e, no final de junho, até o início de julho, a matéria deverá ser votada em plenário.

“Eu sou a favor da redução da maioridade penal, até porque a lei atual está ultrapassada, é arcaica, ela é de 1940, ou seja, tem mais de 70 anos, de lá para cá mudaram as condições econômicas, sociais, o acesso a informação, e esse menor dizer que é incapaz de discernir entre o certo e o errado , o licito e o ilícito, não pode, é preciso dar responsabilidade a quem tem capacidade de assumi-la. Atualmente um menor de 16 anos elege um presidente, contrai matrimônio, constitui uma família, abre uma empresa e gere o seu próprio negócio, por que então que ele não pode ser responsabilizado pelos seus atos”, retrucou.

Para Efraim, a legislação não vai tirar o direito dos jovens, no entanto, deve deixar de defender as falhas, caso contrário a mensagem que ficará é a da impunidade.

Na  próxima quarta-feira (10), o relator da PEC 171/93, que trata da redução da maioridade penal , deputado Laerte Bessa (PR-DF), deverá apresentar seu parecer.

Ele já anunciou que o relatório deve ser favorável a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. Bessa quer votar o parecer na comissão até o dia 17 deste mês, uma vez que o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou que pretende colocar a proposta em votação no plenário da Câmara ainda este mês.


Márcia Dias

PB Agora 

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Pastor tem casa arrombada e R$ 16 mil furtados de cofre na PB, diz polícia

A casa de um pastor evangélico foi arrombada e aproximadamente R$ 16 mil em dinheiro foram furtados do cofre na residência no município de Baraúna, no Seridó paraibano. O crime aconteceu na noite desta quarta-feira(4).
Segundo o relatório do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), o pastor chegou em casa por volta das 21h10 e constatou que tinham arrombado a porta.
Em um cofre, no guarda-roupas da vítima, estava a quantia em dinheiro furtada. Todo o valor foi levado pelos criminosos.
A Polícia Militar realizou buscas, mas até as 8h desta quinta-feira (4) não houve prisões. Segundo a polícia, não há pista dos envolvidos no crime.

Fonte: G1.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Inclusão de nono dígito em números de celular da PB começa este mês

Os números dos telefones celulares com código de área 83, da Paraíba, passam a ter o nono dígito no dia 31. A mudança deve atingir pelo menos 73% da população, que, segundo o IBGE, é usuária de telefonia móvel no estado.
O aviso com o cronograma de adoção do nono dígito foi publicado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no Diário Oficial da União. A partir do dia 31, o dígito nove será acrescentado à esquerda dos números atuais, que passarão a ter o seguinte formato: (83) 9XXXX-XXXX.
A mudança é obrigatória e acontece automaticamente em todos os números de celular com o DDD da Paraíba. Os planos de serviço de telefonia fixa e móvel especializado não sofrem alterações. Segundo a Anatel, os clientes devem se responsabilizar por atualizar a agenda de contatos. O saldo e a validade dos créditos pré-pago ou controle não serão alterados com a muda. 
De acordo com a agência, até 40 dias após a mudança, as ligações com oito dígitos serão completadas para adaptação das redes e usuários, e gradualmente haverá interceptações e os usuários receberão mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem.
Passado este período, as chamadas feitas com oito dígitos não serão completadas e os usuários serão orientados a usar a nova numeração. Mensagens SMS e MMS não serão enviadas se forem usados oito dígitos. Após o dia 9 de setembro, as chamadas feitas sem o nono dígito não serão completadas e os usuários ouvirão a mensagem de número inexistente.
Além da Paraíba, os estados de Alagoas, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Piauítambém terão a adoção do nono dígito em maio. Segundo a Anatel, a mudança nos códigos de acesso do serviço móvel pessoal visa aumentar a disponibilidade de números de celulares e atender à crescente demanda de novos usuários no Brasil. Atualmente, o nono dígito já foi implantado nos estados de São Paulo (DDDs 11 a 19), Rio de Janeiro (21, 22 e 24), Espírito Santo (27 e 29), Amapá (96), Amazonas (92 e 97), Maranhão (98 e 99), Pará (91, 93 e 94) e Roraima(95).

G1

terça-feira, 28 de abril de 2015

Moradores são detidos no Sertão da Paraíba por furto de energia elétrica

Duas pessoas já foram detidas por furto de energia durante uma operação conjunta da Energisa e da Polícia Civil que começou na quinta-feira (23) na cidade de Patos, no Sertão paraibano. De acordo com os órgãos, elas foram levadas para a delegacia, mas em seguida foram liberadas. Os contadores das suas casas apresentavam irregularidades.
A operação deve durar 15 dias, segundo a Energisa. Funcionários da empresa estão fiscalizando os contadores de energia de cada residência, além de verificar a medição nos postes de energia elétrica. Caso haja irregularidades, os donos das propriedades serão detidos.
O furto de energia em Patos gera a perda de 5.500 megawatts por hora, que podiam atender 3.500 casas, conforme a companhia. Esse prejuízo é de R$ 1.985.478,77 ao ano. Desse total, R$ 337.531,39 deixam de ser recolhidos pelo estado.